spot_img
InícioNotíciasVítima não escondia ter ganhado na Mega-Sena e bandidos sabiam, diz polícia

Vítima não escondia ter ganhado na Mega-Sena e bandidos sabiam, diz polícia

Agentes da Polícia Civil em Hortolândia (SP) e Piracicaba (SP) tentam localizar os suspeitos de matar o ganhador da Mega-Sena Jonas Lucas Alves Dias, de 55 anos. Para os investigadores, não há dúvidas de que os assassinos sabiam que Jonas Lucas tinha uma grande quantia em dinheiro, já que ele nunca escondeu o fato de ter se tornado milionário após ganhar o prêmio da loteria. Jonas ficou milionário após ganhar sozinho um prêmio de R$ 47,1 milhões na Mega-Sena, em 2020 e, segundo a polícia, foi sequestrado na manhã de terça-feira (13) após sair para caminhar.

A vítima ficou desaparecida por quase dois dias até ser encontrada ontem, com sinais de espancamento, em uma via de acesso na rodovia dos Bandeirantes e morreu logo após dar entrada no hospital. Os criminosos não tentaram contato com a família durante o período em que Jonas estava desaparecido. “No bairro em que ele vivia, todos sabiam que ele tinha dinheiro e podemos afirmar que esse foi o fato de ele ter sido escolhido pelos criminosos. Eles não sabiam o valor que a vítima tinha exatamente, mas sabiam que ele tinha muito dinheiro”, disse o delegado João Jorge Ferreira da Silva. Ainda segundo a polícia, não se sabe ao certo onde a vítima foi rendida e nem quantas pessoas estão envolvidas no crime. “Nesse momento é prematuro dizer algo e todas as linhas de investigação estão em aberto e estão sendo apuradas. Começamos a ouvir os familiares e estamos buscando imagens de câmeras de segurança que possa ajudar nos trabalhos”, acrescentou Juliana Ricci, delegada do DEIC (Departamento Estadual de Investigações Criminais) de Piracicaba. Imagens de câmeras de segurança da rodovia dos Bandeirantes, registradas anteontem, mostraram o momento em que um carro para e deixa o milionário à beira da estrada. Ele foi socorrido por uma ambulância da concessionária da rodovia e encaminhado para o Hospital Mário Covas, mas não resistiu. Os médicos constataram que a vítima sofreu traumatismo cranioencefálico. O caso foi registrado como extorsão seguida de morte.

Os bandidos tentaram sacar R$ 3 milhões da conta da vítima, mas o valor não foi liberado pela agência bancária. Com isso, eles conseguiram retirar apenas R$ 20 mil das contas de Jonas Lucas, segundo informações da Polícia Civil — R$ 2 mil em um saque e outros R$ 18 mil em uma transferência via Pix. O cartão de débito da vítima também foi levado pelos suspeitos.

Uol Notícias

DEIXE SEU COMENTÁRIO
spot_imgspot_img

.Artigos Relacionados
Artigos

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com