spot_img
InícioNotíciasTrês mães denunciam que filhos morreram após parto com médico investigado por...

Três mães denunciam que filhos morreram após parto com médico investigado por violência obstétrica em Niquelândia

Mulheres acusam o médico de negligência, erro médico e injúria. Defesa do médico diz que são seis processos, mas que não há provas em alguns deles.

Mães que deram à luz em Niquelândia, no nordeste de Goiás, denunciaram à Justiça o ginecologista e obstetra Américo Lúcio Neto. Pelo menos três bebes morreram logo após o parto. Os processos foram movidos por mulheres que acusam o médico de negligência, erro médico e injúria.

O Hospital Municipal Santa Efigênia disse que depois de ficar sabendo dos processos na Justiça por supostos erros médicos decidiu afastar o médico Américo Lúcio Neto das atividades na unidade em Niquelândia. Há também um procedimento interno para decidir pelo afastamento do médico em todas as unidades de saúde da cidade.

O advogado Luiz Muglia, que defende o médico em seis processos na Justiça, disse que não existe condenação criminal nem administrativa contra ele. “Não existe condenação ou decisão desfavorável ao meu cliente. São seis processos, mas não são os mesmos objetos nem as mesmas pessoas. Não são as mesmas provas e tem processo que nem prova tem. Quem alega, tem que provar”, rebateu Muglia.

Em nota, o Conselho Regional de Medicina de Goiás (Cremego) disse que não comenta processos em andamento, seguindo o que determina o código de processo ético do conselho.

DEIXE SEU COMENTÁRIO
spot_imgspot_img

.Artigos Relacionados
Artigos

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com