spot_img
InícioNotíciasSó inauguramos obra quando ela já está em plena condição de funcionamento”,...

Só inauguramos obra quando ela já está em plena condição de funcionamento”, diz Caiado ao entregar Hospital Estadual da Criança e do Adolescente

Unidade oferece atendimento pediátrico com consultórios, centro cirúrgico e pronto-socorro. Capacidade plena será de 146 leitos, com 30 UTIs. Além de R$ 128 milhões aplicados na aquisição, Governo de Goiás repassa R$ 68,5 milhões para custeio

O governador Ronaldo Caiado inaugurou oficialmente, nesta segunda-feira (07/02), o Hospital Estadual da Criança e do Adolescente (Hecad), em Goiânia. A unidade, que fica no Parque Acalanto, na região Sul da capital, é entregue à população já em funcionamento e supre a necessidade de atendimento médico especializado em pediatria na rede pública do Estado. “Só inauguramos a obra quando ela já está com plenas condições de funcionamento. E vocês vão ver que o hospital tem toda uma estrutura de qualidade, para ser referência não só no Centro-Oeste, mas nacional”, afirmou Caiado durante discurso no evento.

O padrão de aparelhagem no Hecad, continuou o governador, potencializará ainda mais a capacidade e eficiência da equipe multiprofissional que passa a exercer as funções com toda “garantia” e benefícios diretos aos pacientes. “Este hospital vai ser uma escola; virão alunos do Brasil todo para aprender com vocês”, projetou ao ressaltar que, desde o início do seu mandato, mais de R$ 10,5 bilhões foram investidos na área da saúde, entre recursos próprios, convênios e emendas parlamentares.

O governador relembrou o início do mandato, quando no dia 1º de janeiro de 2019 foi até o Hospital Estadual Materno-Infantil Dr. Jurandir do Nascimento (HMI) e encontrou o hospital sem condições de atendimento e de trabalho para os servidores. “Encontramos as enfermeiras e outros servidores, que estavam sem receber os meses de novembro e dezembro do ano anterior, fazendo caixinha para comprar remédio para uma criança que estava em crise convulsiva. Imaginem como foi para o governador do Estado assistir a um processo daqueles?”, lamentou Caiado. Logo após o descerramento da placa de inauguração, Caiado percorreu as instalações do novo hospital e conversou com pacientes e acompanhantes.

O secretário de Estado de Saúde, Ismael Alexandrino, destacou que a entrega significa uma “virada de página na Saúde”. “Esse hospital representa mais do que um porto seguro para a população. Representa esperança e paz de espírito para as pessoas que trazem seus filhos e confiam a nós a vida de suas preciosidades”, declarou.

Também presente à solenidade, o prefeito da capital, Rogério Cruz, disse que o governador honra o cidadão. “Tem demonstrado atenção a todas as pessoas, independentemente de onde elas estejam”, pontuou. O prefeito de Rio Verde, no Sudoeste Goiano, Paulo do Vale, ressaltou a regionalização da saúde implantada pelo governador, e da importância do Hecad. “O primeiro passo para que se possa interiorizar também os hospitais da criança e do adolescente. O Hospital Materno-Infantil de Rio Verde também será disponibilizado para crianças e adolescentes”.

O deputado federal Zacharias Calil defendeu a criação de uma unidade médica especializada para crianças e acredita que a nova estrutura traz “todas as condições” para o desempenho da equipe profissional e assistência infantil. “Esse hospital aqui é um exemplo hoje para o Brasil, em termos de infraestrutura”, enalteceu.

Investimento
O prédio foi adquirido por R$ 128,8 milhões, com recursos do Governo de Goiás. A unidade funciona no local que abrigou as instalações dos hospitais de Campanha de Goiânia e, anteriormente, do Servidor Público. Por meio da assinatura de um contrato emergencial, a estrutura é administrada pela Organização Social (OS) Associação de Gestão, Inovação e Resultados em Saúde (Agir). A estimativa de custeio totaliza R$ 68,5 milhões para os 180 dias de vigência do contrato de gestão.

A nova unidade absorve a demanda de pediatria, antes concentrada no HMI, que agora é destinado, exclusivamente, a atendimentos de neonatologia e obstetrícia, tornando-se o Hospital Estadual da Mulher (Hemu).

O Hecad está em operação desde dezembro de 2021. A capacidade plena do hospital é para 146 leitos. Desse total, 116 são para internação clínica e cirúrgica, e 30 para Unidades de Terapia Intensiva (UTIs). Nessa primeira fase de implantação, o Hecad atende com 68 leitos de enfermaria e 30 de UTI (dez são destinados para tratamento contra a Covid-19). Gradativamente, os números serão expandidos.

Estiveram presentes à solenidade os secretários de Estado coronel Luiz Carlos de Alencar (Casa Militar); Joel de Sant’Anna Braga Filho (Indústria, Comércio e Serviços), Gean Carvalho (Comunicação); os presidentes Leonardo Lobo (Instituto de Assistência dos Servidores Públicos do Estado de Goiás – Ipasgo); Denes Pereira (Indústria Química do Estado de Goiás – Iquego); o presidente estadual do MDB, Daniel Vilela, os deputados federais Flávia Morais, Delegado Waldir e João Campos; os deputados estaduais Bruno Peixoto, Chico KGL, Cairo Salim e Wilde Cambão; o presidente da Associação Goiana dos Municípios (AGM), Carlão da Fox; e a presidente da Sociedade Goiana de Pediatria (SGP), Marise Helena Cardoso; além de prefeitos, vereadores e outras lideranças políticas.

Foto: Junior Guimarães e Wesley Costa

Secretaria de Comunicação – Governo de Goiás

DEIXE SEU COMENTÁRIO
spot_imgspot_img

.Artigos Relacionados
Artigos

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com