InícioNotíciasRogério Cruz exonera mais de 1,9 mil comissionados da Prefeitura de Goiânia

Rogério Cruz exonera mais de 1,9 mil comissionados da Prefeitura de Goiânia

1

Demissões constam no decreto divulgado nesta quarta-feira. Exonerações abrangem várias secretarias e níveis de cargo do Paço Municipal.

O prefeito Rogério Cruz (Republicanos) exonerou mais de 1,9 mil servidores comissionados da Prefeitura de Goiânia. As diversas exonerações foram publicadas na edição desta quarta-feira (26) do Diário Oficial.

As demissões constam no decreto nº 4321 de 26 de outubro de 2022 e abrangem várias secretarias e níveis de cargo na Prefeitura de Goiânia, como assessores, diretores, gerentes e supervisores de determinadas pastas. Em nota, a Prefeitura de Goiânia informou que as exonerações se referem a uma “reorganização administrativa que prevê o remanejamento ou retorno ao cargo alguns profissionais”. Além disso, afirmou que nenhum ato legal fica comprometido a partir das demissões (veja nota completa abaixo).

O Paço ainda informou que, apesar das exonerações, o município ainda conta com cerca de 35 mil servidores ativos de forma integral.

Além das 1,9 mil exonerações, a edição desta quarta-feira do Diário Oficial contou com a dispensa de 688 servidores das funções de confiança que ocupavam no Paço Municipal.

Nota da Prefeitura de Goiânia na íntegra:

“Em relação a exonerações de posições comissionadas, publicadas nesta terça-feira, a Prefeitura de Goiânia informa o que se segue:

 As exonerações publicadas no Diário Oficial do Município nesta quarta-feira (26) se referem a uma parcela de servidores que ocupavam funções comissionadas e compõem reorganização administrativa que prevê o remanejamento ou retorno ao cargo alguns profissionais.

Atualmente, o município dispõe de cerca de 35 mil servidores ativos cuja atuação se mantém de forma integral.

Nenhum ato legal da Prefeitura de Goiânia fica comprometido com a medida, visto que não houve exoneração de titular de nenhuma pasta, servidor competente para praticar todos os atos necessários. Ademais, os servidores efetivos continuam a cumprir suas competências regimentais.

Prefeitura Municipal de Goiânia.”

Por Gabriela Macêdo e Ton Paulo, g1 Goiás e O Popular

Por:
spot_imgspot_img

.Artigos Relacionados
Artigos