spot_img
InícioNotíciasRestos humanos são achados nos destroços do submarino Titan

Restos humanos são achados nos destroços do submarino Titan

O navio canadense Horizon Arctic desembarcou, nesta quarta-feira (28), no porto da cidade de St. John’s, no Canadá, os destroços do submersível Titan, que implodiu quando descia em direção aos restos do Titanic com cinco ocupantes a bordo. Autoridades locais informaram que restos humanos foram encontrados em partes do submarino.

O Horizon Arctic, operado pela empresa canadense que também é proprietária do Polar Prince, navio-mãe do Titan, recuperou os destroços do fundo do Atlântico com o veículo operado remotamente Odysseus. Entre as imagens publicadas pela emissora canadense CBC, foi possível ver intacta a proa do submersível.

Outra peça do Titan desembarcada pela Horizon Arctic é uma área de grandes dimensões que parece ser um maquinário localizado na parte traseira do veículo. O Titan era feito de titânio e fibra de carbono. Assim que o Horizon Arctic atracou em uma das docas do porto de St. John’s, uma equipe de investigadores do Transportation Security Bureau (TSB) do Canadá embarcou no navio.

Tanto o TSB quanto a Real Polícia Montada do Canadá lançaram investigações para determinar as circunstâncias do acidente do Titan. O TSB indicou que, como autoridade responsável pelo navio-mãe do submersível, “realizará uma investigação de segurança sobre as circunstâncias da operação realizada pelo navio de bandeira canadense Polar Prince”.

A Guarda Costeira dos Estados Unidos já havia anunciado, no último domingo (25), uma investigação oficial para apurar as causas da implosão sofrida pelo submersível Titan. A investigação será conduzida pelo capitão Jason Neubauer, que em entrevista coletiva explicou que o principal objetivo é “evitar que algo semelhante aconteça” no futuro.

O acidente do Titan causou a morte de seus cinco ocupantes: o milionário empresário paquistanês Shahzada Dawood com seu filho Suleman, um estudante de 19 anos; o explorador britânico Hamish Harding; o explorador francês Paul-Henry Nargeolet e o CEO da empresa OceanGate, Stockton Rush.

*Com informações EFE

DEIXE SEU COMENTÁRIO
spot_imgspot_img

.Artigos Relacionados
Artigos

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com