spot_img
InícioBrasil & MundoInternacionalPresidente do Uruguai não assina documento final de encontro de líderes do...

Presidente do Uruguai não assina documento final de encontro de líderes do Mercosul

Luis Lacalle Pou criticou o regime da Venezuela e não assinou o texto final do encontro do Mercosul, que fala em dificuldades que os legisladores de países europeus estariam criando para um acordo entre o bloco de países sul-americanos e a União Europeia.

O presidente do Uruguai, Luis Lacalle Pou, não assinou a declaração final do encontro de líderes do Mercosul que ocorreu nesta terça-feira (4) em Puerto Iguazu, na Argentina.

A reunião marcou a troca da presidência temporária do bloco, que passa a ser do Brasil. Estavam presentes os presidentes dos países do Mercosul:

  • Lula, do Brasil;
  • Alberto Fernández, da Argentina;
  • Luis Lacalle Pou, do Uruguai;
  • Mario Abdo, do Paraguai.

Durante sua fala, Lacalle Pou, do Uruguai, aproveitou a chance para criticar o regime da Venezuela. Recentemente, uma líder de oposição, Maria Corina Machado, foi proibida de participar das eleições do país que acontecerão em 2024.

O presidente uruguaio afirmou que os países do Mercosul deveriam dar um sinal claro de que reprovam a manobra do regime venezuelano.

“Penso que o Mercosul tem que dar um sinal claro de que o povo venezuelano pode caminhar em direção a uma democracia plena, o que hoje claramente falta”, afirmou Lacalle Pou.

A declaração final

Na declaração final não assinada pelo presidente do Uruguai, o texto menciona uma preocupação em relação ao acordo entre Mercosul e União Europeia, especialmente “pela evolução das iniciativas legislativas que podem desembocar em medidas restritivas ao comércio que afetem as exportações agrícolas do Mercosul e alterem unilateralmente o equilíbrio das condições” que foram estabelecidas para um eventual acordo em 2019.

Lacalle Pou disse o seguinte: “Desejo ao presidente Lula boa sorte, e sei que ele se empenhará nas negociações com a União Europeia. (Mas) já são 25 anos de negociações, o que não é lógico no mundo moderno. Sabemos o que temos a favor e contra, vamos superar os obstáculos para podermos concluir (o acordo)”.

O Uruguai defende que cada país negocie acordos comerciais, sem que isso ocorra com o bloco inteiro.

G1

DEIXE SEU COMENTÁRIO
spot_imgspot_img

.Artigos Relacionados
Artigos

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com