spot_img
InícioNotíciasPolícia identifica suspeito de matar casal e ferir jovem por acreditar que...

Polícia identifica suspeito de matar casal e ferir jovem por acreditar que eles transmitiram Covid para parentes

Vanderli dos Reis Santana, de 24 anos, é suspeito de matar casal e balear jovem por acreditar que eles tinham transmitido Covid a parentes, em Itumbiara, Goiás — Foto: Polícia Civil/Divulgação

Filho de uma das vítimas foi baleado na perna e está internado no Hugo. Conforme polícia, suspeito atirou pelo menos 19 vezes contra família, em Itumbiara; ele encontra-se foragido.

A Polícia Civil identificou, na tarde desta quinta-feira (19), o suspeito de assassinar um casal e ferir um jovem por acreditar que eles transmitiram Covid-19 para seu pai e irmão que morreram da doença, em Itumbiara, no sul de Goiás. Conforme a corporação, ele foi identificado como Vanderli dos Reis Santana, de 24 anos, e encontra-se foragido. Ele atirou pelo menos 19 vezes, conforme a perícia.

Casal morto por homem que acreditava que os dois transmitiram Covid para seu pai e irmão — Foto: Reprodução/Facebook

O delegado Felipe Sala, responsável pelo caso, disse que a polícia está mantendo sigilo sobre algumas informações para não atrapalhar o trabalho, mas disse que está ouvindo parentes de Flanklaber Silva e Silva, de 40 anos, e Marilia Silva e Silva, de 37, mortos na terça-feira (17).

“Eles também relataram que a família vinha recebendo ameaças do homem que fez o disparo. O atirador achava que eles transmitiram Covid para o seu pai e irmão, que morreram com a doença”, explicou.

O filho do homem morto e enteado da outra vítima foi baleado na perna. Ele passou por cirurgia e está internado na enfermaria do Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo), consciente, respirando espontaneamente, em quadro regular.

A polícia disse que quem informações sobre o paradeiro do suspeito para denunciá-lo pelo telefone 197 da Polícia Civil ou (64) 3431-8616 da Delegacia de Homicídio de Itumbiara. Conforme a corporação, há indícios de que ele esteja usando documentos falsos.

De acordo com os investigadores, o suposto autor do crime chegou até ao galpão em que a família trabalhava em um carro GM/Corsa de cor cinza chumbo. Imagem de câmeras de seguranças mostram ele passando com o veículo nas proximidades do local do crime.

Crime

O caso aconteceu em um galpão onde a família trabalhava na cidade. Uma equipe da polícia ainda tenta localizar e prender o suspeito.

O delegado disse que Flanklaber morreu no local após ser baleado na cabeça e no ombro. A esposa dele, Marilia foi alvejada diversas vezes, sendo que um dos disparos atingiu o rosto dela. Ela foi socorrida com vida, mas morreu a caminho do hospital.

Por Guilherme Rodrigues, G1 GO

DEIXE SEU COMENTÁRIO
spot_imgspot_img

.Artigos Relacionados
Artigos

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com