spot_img
InícioNotíciasPetrobras reduz preço da gasolina em R$ 0,20 por litro

Petrobras reduz preço da gasolina em R$ 0,20 por litro

Esse é o primeiro anúncio na gestão do novo presidente da estatal, Caio Paes de Andrade, que assumiu o cargo no final do mês passado; redução vale a partir de quarta-feira (20)

Petrobras anunciou nesta terça-feira (19) que o preço médio de venda da gasolina para as distribuidoras passará de R$ 4,06 para R$ 3,86, uma redução de R$ 0,20 por litro a partir de quarta-feira (20). A queda é de 4,93%.

Esse é o primeiro anúncio na gestão do novo presidente da estatal, Caio Paes de Andrade, que assumiu o cargo no final do mês passado.

“Essa redução acompanha a evolução dos preços internacionais de referência, que se estabilizaram em patamar inferior para a gasolina, e é coerente com a prática de preços da Petrobras, que busca o equilíbrio dos seus preços com o mercado global, mas sem o repasse para os preços internos da volatilidade conjuntural das cotações internacionais e da taxa de câmbio”, informou a empresa em nota.

Segundo a empresa, considerando a mistura obrigatória de 73% de gasolina A e 27% de etanol anidro para a composição da gasolina comercializada nos postos, a parcela da Petrobras no preço ao consumidor passará de R$ 2,96, em média, para R$ 2,81 a cada litro vendido na bomba.

O último reajuste de preço de combustíveis ocorreu em 18 de junho, quando a Petrobras havia anunciado um aumento de 5,18% no preço da gasolina e alta de 14,26% no diesel.

Logo após o anúncio da redução, o presidente Jair Bolsonaro (PL) disse, em uma rede social, que “brevemente o Brasil terá uma das ‘gasolinas’ mais baratas do mundo”.

Conselho terá assembleia no mês que vem

O anúncio de redução acontece em meio a discussão de nomes para compor o Conselho de Administração da estatal. Uma assembleia-geral para avaliar os candidatos foi convocada para 19 de agosto.

Em reunião realizada na segunda-feira (18), os conselheiros da Petrobras decidiram manter o veto aos dois nomes que tiveram conflitos de interesses apontados pelo Comitê de Elegibilidade na última semana.

Jonathas Assunção de Castro, o número 2 do Ministério da Casa Civil, e Ricardo Soriano de Alencar, procurador-geral da Fazenda, foram declarados inelegíveis. As informações foram apuradas com parte dos 11 membros do Conselho que participaram da reunião.

Por Thâmara Kaorudo CNN Brasil Business

DEIXE SEU COMENTÁRIO
spot_imgspot_img

.Artigos Relacionados
Artigos

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com