spot_img
InícioNotíciasGoverno de Goiás investe mais de R$ 420 milhões em programas sociais,...

Governo de Goiás investe mais de R$ 420 milhões em programas sociais, de educação e empreendedorismo para mulheres

Iniciativas beneficiam mais de 268 mil goianas, acolhendo mães em situação de vulnerabilidade, empreendedoras, estudantes e chefes de família

De mães em situação de vulnerabilidade a estudantes e empreendedoras, o Governo de Goiás trabalha para reduzir as desigualdades sociais e econômicas que afetam as mulheres do Estado. As ações somam investimentos de mais de R$ 420 milhões e contemplam cerca de 268 mil beneficiárias. O programa Mães de Goiás, que concede R$ 250 mensais para a alimentação das crianças de 0 a 6 anos, chega ao final deste mês de março com 100 mil cartões distribuídos em todas as regiões goianas, com mais de R$ 250 milhões investidos.

Na saúde feminina, o programa Dignidade Menstrual está auxiliando 146 mil goianas com a distribuição de absorventes. Na preparação para a vida profissional, o Programa Universitário do Bem (ProBem) investe R$ 140 milhões para que 19 mil estudantes façam seus cursos superiores. Além disso, o Governo incentiva o empreendedorismo feminino com o Programa Crédito Social, que já distribuiu R$ 3,4 milhões para que 1.313 mulheres pudessem abrir o próprio negócio.

Também para mães, especificamente as mais jovens, o Programa Meninas de Luz começou a ser expandido pelo Estado e investe R$ 2,7 milhões na assistência às gestantes e na preparação para chegada do bebê. A iniciativa ampara e orienta adolescentes, jovens e mulheres grávidas em situação de vulnerabilidade social, chegando a cerca de 1.877 gestantes, sendo 1.368 em Goiânia e 509 no interior.

“Governar é melhorar a vida da pessoa, cuidar da pessoa”, afirmou o governador Ronaldo Caiado ao citar as ações que beneficiam as mulheres, crianças e toda a família. “As mulheres goianas são o esteio do lar. O trabalho vai resolver a situação do ponto de vista financeiro, da autoestima e da capacidade de sustentar a própria família”, completou o chefe do Executivo.

Para a coordenadora do Gabinete de Políticas Sociais (GPS) e presidente de honra da Organização das Voluntárias de Goiás (OVG), primeira-dama Gracinha Caiado, as ações e políticas públicas evidenciam que “o Governo de Goiás e o governador Ronaldo Caiado acreditam na força, coragem e fé de cada mulher”.

Entre as 100 mil contempladas pelo Mães de Goiás está a dona de casa Adriana Neide Ribeiro, de São João D’Aliança. Com três filhos, ela diz que o crédito mensal vai garantir melhor qualidade de vida à família. “Vai ajudar, e muito. Acho que o mais caro hoje é a alimentação, então vou poder comprar o essencial que precisamos todo mês”, disse Adriana.

Empreendedorismo e educação
As ações implementadas na atual gestão também deram oportunidade para as empreendedoras. Entre março e outubro de 2020, esteve em vigor o Programa Mulher Empreendedora, da Agência de Fomento de Goiás (GoiásFomento) que liberou quase R$ 27,84 milhões em financiamentos para mulheres microempreendedoras individuais (MEI), e para empresas de micro e pequeno portes comandadas por empreendedoras.

Lançado em abril de 2021, o Programa Crédito Social concede benefício de até R$ 5 mil para a compra de equipamentos e insumos para abrir o próprio negócio. As interessadas precisam realizar, previamente, cursos de capacitação profissional. Desde que foi criado, 1.313 mulheres já foram contempladas com o programa.

A educação para mulheres também é prioridade no Programa Universitário do Bem, da OVG, que concede descontos parciais ou de até 100% no valor da mensalidade, além de oferecer oportunidades de estágio, cursos de capacitação e participação em projetos sociais. Dentre os bolsistas, as mulheres são maioria, representando 75% dos contemplados.

Uma delas é a estudante de Educação Física, Miriã de Souza Santiago, de 28 anos. “A bolsa de estudos vai garantir a realização do meu sonho de ter um diploma superior. É o maior e melhor presente que já ganhei na vida”, afirma. Casada e mãe de duas crianças, de 6 e 8 anos, ela disse que o programa vai beneficiar o seu futuro e o das filhas. “Vou estudar, dar bom exemplo para as minhas filhas e ter condições de auxiliá-las, garantindo que elas também possam estudar no futuro”, completa Miriã.

Fotos: Secom

Secretaria de Comunicação – Governo de Goiás

DEIXE SEU COMENTÁRIO
spot_imgspot_img

.Artigos Relacionados
Artigos

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com