spot_img
InícioNotíciasGovernador entra com ação após Enel suspender serviços de manutenção preventiva em...

Governador entra com ação após Enel suspender serviços de manutenção preventiva em Goiás em véspera de período chuvoso

Caiado disse que isso é uma ‘verdadeira sabotagem’. Governador falou ainda que acionou outros órgãos para que Enel ‘mantenha o ritmo’ até que nova empresa assuma energia no estado.

O governador de Goiás Ronaldo Caiado (UB) informou, durante uma coletiva de imprensa na tarde deste sábado (22), que protocolou uma ação civil pública após a Enel suspender serviços de manutenção preventiva em Goiás. Segundo Caiado, isso é uma “sabotagem”, já que o estado está na véspera de entrar no período chuvoso.

“Eles [a Enel] ficaram por cinco anos, tiveram lucros importantes e não tivemos essa retribuição na qualidade de energia em Goiás. E, ao ver a incapacidade, eles estão promovendo uma verdadeira sabotagem naquilo que seria a distribuição de energia para todos os goianos”, disse Caiado.

Em nota, a Enel disse que “as operações da empresa seguem normalmente” e que, com o início das chuvas, “prioriza as atividades de emergência em campo”. A empresa disse que os compromissos com a distribuição de energia “vão muito além do cumprimento dos indicadores de qualidade” e falou de ações preventivas que tem feito, como mais de 300 mil podas de árvore.

Durante a coletiva, o governador falou que o Procon Goiás obteve informações preliminares sobre uma evtual suspensão do plano de manutenção e obras que estariam sendo executado pela concessionária. Após isso, o órgão notificou a Enel, na tarde de sexta-feira (21), para que apresente esclarecimentos sobre o assunto em até 24 horas úteis.

Durante a coletiva, o governador disse ainda que também acionou a Procuradoria-Geral do Estado de Goiás e a Agência Goiana de Regulação (AGR) para pedir que a empresa “mantenha o mesmo ritmo” até que a Equatorial, empresa para qual a Enel vendeu a distribuição de energia no estado, assuma a gestão da energia elétrica no estado.

O governador disse ainda que já marcou uma reunião, às 10h de segunda-feira (24), com o presidente da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), que é a responsável por fazer a regulação da energia no Brasil. Caiado acredita que, após essa reunião, poderá ter respostas efetivas sobre a situação da distribuição em Goiás.

“Queremos, primeiro, que a Aneel determine que a Enel retorne com todas as equipes para manter a rede elétrica do estado de Goiás e a parte preventiva, e que antecipe o mais rápido possível que a Equatorial assuma o controle da distribuição de energia”, disse Caiado.

g1 entrou em contato com a Aneel, por e-mail enviado às 17h10 deste sábado, para saber se a Enel pode interromper o serviço desta forma e se a agência irá tomar alguma atitude em relação a isso. A reportagem também questionou se há alguma previsão de quando a Equatorial irá assumir a energia em Goiás, e aguarda resposta desde a última atualização.

Íntegra da nota da Enel

“A Enel Distribuição Goiás reforça que as operações da empresa seguem normalmente. Com o início do período das chuvas, nessa época do ano, a distribuidora tradicionalmente prioriza as atividades de emergência em campo. Portanto, antes do período chuvoso, a companhia intensifica as ações de manutenção preventiva, que no momento contam com 110% de execução.

Entre as ações de manutenção executadas pela Enel Goiás em 2022, cabe destacar a realização de cerca de 300 mil podas. Além disso a companhia corrigiu, preventivamente, 106 mil pontos de possíveis defeitos e ainda realizou a limpeza de mais de 36.500 quilômetros quadrados de faixa de servidão.

Os compromissos da Enel Goiás com a distribuição de energia no estado vão muito além do cumprimento dos indicadores de qualidade ( de duração e frequência das interrupções). A companhia vem realizando uma verdadeira transformação na infraestrutura elétrica do Estado, buscando o avanço do sistema de forma duradoura.

A distribuidora também cumpriu com todos as ações previstas no termo de compromisso firmado com o Governo do Estado e tem avançado com obras estruturantes, que incluem o atendimento à demanda reprimida histórica e a redução do passivo de conexões rurais.

A empresa se coloca à disposição das autoridades locais para apresentar o plano de trabalho em execução, que segue os mesmos moldes do realizado nos anos anteriores, e que resultou numa redução média de mais de 50% na frequência e 40% na duração das quedas de energia em Goiás”.

Por Danielle Oliveira, g1 Goiás

DEIXE SEU COMENTÁRIO
spot_imgspot_img

.Artigos Relacionados
Artigos

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com