spot_img
InícioNotíciasApós ser reeleito, Caiado fala sobre mudanças em programas sociais: 'Romper com...

Após ser reeleito, Caiado fala sobre mudanças em programas sociais: ‘Romper com o ciclo da pobreza’

Sobre quem apoiar na corrida presidencial, ele disse que aguarda reunião do partido. Caiado também falou sobre transporte público, economia e energia elétrica.

Em entrevista ao Bom Dia Goiás na manhã desta segunda-feira (3), o governador reeleito em Goiás, Ronaldo Caiado (UB), agradeceu os eleitores e falou sobre mudanças em programas sociais do estado. Ele explicou que uma pessoa de nome nacional será nomeada para avaliar os benefícios já existentes no governo.

“Precisamos romper com o ciclo da pobreza. Vou governar o estado com uma gestão compatível e focada no desenvolvimento social. Vou nomear uma pessoa conhecida nacionalmente como sendo uma autoridade social”, disse Caiado.

O governador explicou que uma das prioridades da nova gestão é avaliar qual programa está surtindo efeito em cada região do estado, priorizando a educação. “A carência é ampliar ainda mais a educação. A pasta vai ter poder de veto, de definir e mostrar onde está gastando dinheiro e não está tendo reflexo imediato”, disse.

Sobre o nome a ser designado para a pasta de desenvolvimento social, Caiado informou que ainda está indefinido, porém a mudança deve ocorrer até o final deste ano.

Veja os pontos comentados por Ronaldo Caiado

Venda da Enel

O governador falou sobre a venda da Enel para a empresa Equatorial, que aconteceu na última semana. Ele contou que, mais do que ninguém, pediu para que a distribuidora saísse do estado por causa de uma má gestão.

“Nós goianos comemoramos a saída da Enel. É importante que seja dito que eu perdi a prerrogativa de quem deve ser o distribuidor de energia de Goiás. Essa prerrogativa foi tirada assim que venderam a Celg. Não fui consultado sobre a venda”, explicou.

“Quantas quedas de energia teremos e quanto tempo o goiano ficará sem energia. É isso que eu vou querer saber diante do investimento”, ressaltou.

Transporte público

Ao ser questionado sobre o sucateamento dos ônibus do Eixo Anhanguera, o governador explicou que deu entrada no processo de compra dos ônibus elétricos, mas a licitação foi barrada pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE).

“Faça-se um plantão na porta do Tribunal de Contas do Estado. Porque o cidadão ia ter um ônibus elétrico, com wi-fi para sair de casa [se a licitação não fosse barrada]. São 180 laudas que entregamos ao tribunal de contas explicando todas as perguntas, e até agora nada”, disse Caiado.

Recuperação fiscal

Caiado falou sobre Goiás ter entrado no Regime de Recuperação Fiscal (RRF). O governador explicou que, devido ao sistema, está conseguindo recuperar a economia e os investimentos no estado.

“Escolas estavam desabando, sem segurança pública, sem bolsa universitária, tudo colapsando e as pessoas não vendo nenhuma iniciativa. Agradeço a todos os poderes que nos fizeram conseguir o regime de recuperação. Isso tudo deu a Goiás a capacidade de pagamento, de fazer investimento e pegar empréstimos”, disse.

Por Jamyle Amoury, g1 Goiás

DEIXE SEU COMENTÁRIO
spot_imgspot_img

.Artigos Relacionados
Artigos

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com