InícioNotíciasApós pane global, WhatsApp, Instagram e Facebook voltam com instabilidade

Após pane global, WhatsApp, Instagram e Facebook voltam com instabilidade

1

Depois de mais de 5 horas de pane global nesta segunda-feira (4), os aplicativos WhatsApp, Instagram e Facebook começaram a retomar o funcionamento. No entanto, os serviços ainda apresentavam instabilidade e não houve um comunicado oficial do grupo de Mark Zuckerberg.

O site Downdetector registrou reclamações desde às 12h50. O motivo da interrupção ainda não foi esclarecido. No entanto, especialistas em segurança da internet apontaram para um problema de Sistema de Nomes de Domínio (DNS, na sigla em inglês) como um possível culpado.

A ThousandEyes, divisão de análise de Internet da Cisco, disse no Twitter que seus testes indicam que a interrupção se deve a uma falha contínua de DNS. O DNS traduz nomes de sites em endereços de IP que podem ser lidos por um computador. Geralmente é chamada de “lista telefônica da Internet”.

As empresas às vezes perdem a conectividade com a Internet quando atualizam suas configurações de rede, o que pode ter gerado o problema. Mas, em uma empresa do tamanho do Facebook, isso não deveria acontecer.

Outros serviços que são vistos como alternativa para os aplicativos do Facebook, como o Telegram, também enfrentaram instabilidade com a migração em massa de usuários. Houve reclamações ainda sobre o TikTok, operadoras de telefonia e até o Twitter, que teve um breve período de falha.

Mark Zuckerberg perde uma fortuna após apagão de redes sociais

Em cerca de cinco horas, a fortuna pessoal de Mark Zuckerberg caiu quase US$ 7 bilhões após Facebook, Whatsapp e Instagram saírem globalmente do ar, nesta segunda-feira (4).

A estimativa é de que a fortuna de Zuckerberg caiu para US$ 120,9 bilhões. Investidores venderam papeis e ações da empresa com queda de 5%, informou o portal Daily Mail.

A estimativa é de que a fortuna de Zuckerberg caiu para US$ 120,9 bilhões (Crédito: Anthony Quintano / Flickr)

A queda de valor coincide com uma série de reportagens do Wall Street Journal, que revelou que o Facebook sabia sobre os problemas com seus produtos. Entre eles, o Instagram causar danos à saúde mental de adolescentes e propagar desinformação sobre os eventos no Capitólio, em janeiro deste ano.

Por IstoÉDinheiro

Por:
spot_imgspot_img

.Artigos Relacionados
Artigos