spot_img
InícioNotíciasApós demissão em massa, Prefeitura de Goiânia cancela exoneração de cerca 200...

Após demissão em massa, Prefeitura de Goiânia cancela exoneração de cerca 200 servidores

Eles faziam parte dos mais de 1,4 mil funcionários demitidos. No Diário Oficial publicado nesta sexta-feira, prefeito também fez trocas em duas secretarias municipais.

A Prefeitura de Goiânia cancelou a exoneração de mais de 200 servidores. Eles eram comissionados ou servidores em cargo de confiança e tinham sido demitidos ou tirados das funções junto com mais de 1,4 mil funcionários. No Diário Oficial publicado nesta sexta-feira (28), o prefeito Rogério Cruz (Republicanos) também fez trocas em duas secretarias municipais.

A anulação da exoneração foi assinada pelo prefeito Rogério Cruz (Republicanos) no Diário Oficial de Goiânia desta sexta-feira (28). Ao todo, voltam às suas funções 203 comissionados e 41 servidores que ocupavam funções de confiança. A medida atinge músicos da Orquestra Sinfônica de Goiânia, coordenadores de unidades de saúde, gerentes, diretores e superintendente de várias áreas.

A recontratação dos servidores começou na quarta-feira (26), mesmo dia em que a exoneração em massa aconteceu. Desde então, já foram anuladas a exoneração de 230 comissionados e 44 servidores foram reconduzidos aos cargos de confiança.

Secretários

No Diário Oficial, Rogério Cruz exonerou o secretário do Escritório de Prioridades Estratégicas. No lugar dele, assume Everton Schmaltz, que era secretário de Infraestrutura Urbana.

Na Secretaria de Infraestrutura Urbana, assume Denes Pereira Alves, que também acumula o cargo de secretário de Administração.

Em nota, a prefeitura informou que “as mudanças integram o processo de reorganização administrativa em curso, e visam a impulsionar a execução dos projetos da Prefeitura de Goiânia”.

Exoneração

A exoneração em massa foi publicada no decreto nº 4321 de 26 de outubro de 2022 e abrange várias secretarias e níveis de cargo na Prefeitura de Goiânia, como assessores, diretores, gerentes e supervisores de determinadas pastas.

Em nota, a Prefeitura de Goiânia informou que as exonerações se referem a uma “reorganização administrativa que prevê o remanejamento ou retorno ao cargo alguns profissionais”. Além disso, afirmou que nenhum ato legal fica comprometido a partir das demissões.

Por Vitor Santana, g1 Goiás

DEIXE SEU COMENTÁRIO
spot_imgspot_img

.Artigos Relacionados
Artigos

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com