A PHP Error was encountered

Severity: Notice

Message: Only variable references should be returned by reference

Filename: core/Common.php

Line Number: 257

Jornal Diário Popular - Anel viário em Uruaçu poderá ser reconstruído pelo governo

25/09/2018 18:08

Anel viário em Uruaçu poderá ser reconstruído pelo governo

CATEGORIA: politica

Numa brilhante entrevista concedida pelo secretário da SEGPLAN, do governo de Goiás Thiago Peixoto ao radialista Valdir Justino no programa A HORA DO POVO, da rádio Uruaçu FM, o deputado segundo mais votado na cidade de Uruaçu disse em resposta a uma indagação feita, que irá intermediar junto ao governador Marconi Perillo a viabilização de recursos junto a AGETOP, com o objetivo de construir, ou seja, reconstruir o anel viário no perímetro urbano de Uruaçu, “Avenida Galdino Moreira de Souza”, que está literalmente danificada pelo tempo e falta de reparos há anos.  

O tão criticado anel viário que liga a Avenida Coronel Gaspar, eixo Norte ao cruzamento das avenidas Paraná e Níquel, eixo Leste da cidade, há vários anos construído pelo ex-prefeito Luiz Lourenço Moreira (Luiz Pau-ferro), em 1990, (há 25 anos), nunca foi reconstruída pelo poder público de Uruaçu.

Passaram vários prefeitos e prefeitas e a via pública continua completamente abandonada e esburacada de ponta a ponta. Apesar de várias cobranças feitas pela população, a prefeitura de Uruaçu disse não possuir recursos para a restauração da via. A lâmina asfáltica praticamente não existe mais naquele local e a deterioração do asfalto é grande dificultando o tráfego inclusive de pedestres.  

O comunicar da Hora do Povo dentre outros assuntos abordados na entrevista cobrou ainda do parlamentar secretário, apesar de não ser da alçada do governo estadual, uma ação conjunta de todas as lideranças políticas de Uruaçu independente de cor partidária em prol da população com o objetivo de construir aquela tão sonhada obra para os munícipes.

Segundo a prefeita municipal, o município entra com a contrapartida e facilitará todo o processo junto ao governo do estado para a viabilização da construção afirmando a chefe do executivo local que o erário público municipal não tem condições de fomentar tais edificações apenas com os recursos próprios. Apesar de ser de partido adversário da prefeita de Uruaçu, Thiago Peixoto (PSD) afirmou que irá conduzir o processo de intermediação e dialogar com a prefeita e lideranças da base do governador em Uruaçu para efetivar a construção da mesma.

 

Outras cidades recebem obras do governo em perímetro urbano

 

 

O radialista disse ainda ao secretário durante a entrevista, que outras cidades recebem benefícios no perímetro urbano que é de responsabilidade dos prefeitos, porém com a ajuda do governo, e citou como exemplo as cidades de Goianésia, Niquelândia e Porangatu, como cidades beneficiadas em construções de asfalto e outras obras, e disse ainda que politicamente em Uruaçu, o governador Marconi Perillo historicamente foi o mais votado nas eleições passadas quando obteve nas urnas mais de 15 mil votos superando o seu adversário em mais de 10 mil votos, uma demonstração de apreço e carinho do povo para com o chefe do executivo estadual.  

O povo de Uruaçu gosta do governador, tem respeito pelo governador, e precisa do governador, não é servindo algum grupo político da base, ou a própria prefeita, é servindo ao povo uruaçuense que não tem partido politico, é fazendo uma obra para a população que passa por tamanha vergonha com a situação daquela via pública que há anos está praticamente intransitável”, disse o apresentador do programa ao entrevistado.  

O secretário mostrou total interesse em patrocinar junto ao governo, a união de forças políticas da cidade, objetivando a construção da Avenida que passa em frente a maior obra do governador Marconi em Uruaçu, o Hospital Regional de Urgências que está com 60% das obras concluídas.

 

Escola Século XXI no setor Oeste

 

Na entrevista, Thiago Peixoto relatou a situação da construção da Escola Século XXI, obra paralisada há meses naquela região do setor Oeste. Ressaltou; que houve falência da empreiteira vencedora da licitação e em função disso, as atividades estão paralisadas, aguardando novo processo licitatório para o reinício da construção. O secretário reconheceu que ficou mais difícil o reinício das atividades naquela futura unidade educacional por causa da burocracia que irá delongar ainda mais alguns meses.

PUBLICIDADE