A PHP Error was encountered

Severity: Notice

Message: Only variable references should be returned by reference

Filename: core/Common.php

Line Number: 257

Jornal Diário Popular - Matou o pai e foi preso em Uruaçu depois de seis anos

16/07/2018 09:53

Matou o pai e foi preso em Uruaçu depois de seis anos

CATEGORIA: policia

Edmárcio Ramiro de Almeida, 34 matou o próprio pai numa discussão na fazenda da família há seis anos e fugiu no dia do julgamento na cidade de Crixas há seis anos. Utilizando uma pistola 765, desferiu contra o seu genitor três disparos a queima roupa tirando a vida da vítima instantaneamente.

 

Foi preso em Uruaçu nesta quarta-feira 13/05, Edmárcio Ramiro de Almeida 34, acusado de matar o próprio pai em uma fazenda no município de Crixas em Goiás há seis anos. Segundo entrevista concedida pelo assassino, seu pai era uma pessoa muito má, brigava com todos da família, espancava quase sempre a sua mãe e suas duas irmãs.

O fazendeiro era muito violento, ingeria bebida alcoólatra diariamente, andava armado e era extremamente violento, além de espancar sua esposa e filhas, batia também em Edmárcio. Na época do crime, o assassino tinha 28 anos, e no momento da tragédia, houve uma forte discussão em família envolvendo sua mãe, e seu pai, esse partiu para lhe espancar, momento em que sacou de sua arma, uma pistola 765, e desferiu três tiros contra a pessoa de seu pai o qual veio a óbito sem tempo de ser socorrido pelas pessoas que ali se encontravam.

O acusado concedeu entrevista ao programa A Hora do Povo da Rádio Uruaçu FM, em parceria com o jornal O Estadão através do jornalista Lázaro Gomes. Edmárcio foi julgado na época e condenado há 22 anos e dois meses de reclusão em regime fechado, em seu julgamento ele não compareceu, e o processo correu a revelia, comparecendo apenas o seu advogado e o mesmo fugiu até então ser preso em Uruaçu pela PM.

A prisão de Edmárcio foi inusitada: o sargento Alemar do 14ºBPM lotado em Uruaçu morou em Crixas na época do crime e era conhecido da família do assassinato, inclusive pescava na fazendo da vítima constantemente. Ao passar pela Av. Níquel nas proximidades do Campo do Cajuzão, avistou o acusado na calçada junto a uma camionete S10 prata e reconheceu o rapaz, pois já sabia que o mesmo tinha executado o pai e estava foragido da justiça. Alemar determinou que a guarnição parasse e então deu voz de prisão ao acusado, conduzindo o mesmo para a delegacia de policia de Uruaçu, ficando aos cuidados da autoridade competente.

Edmárcio disse que estava morando em Jaraguá e veio até a cidade de Uruaçu para prestar serviços na área de soja quando foi surpreendido pela policia. O acusado em sua entrevista disse estar arrependido e recomenda ninguém jamais fazer o que ele fez. Segundo a polícia, o elemento deverá ser transladado para a cidade de Crixas para cumprir a pena de 22 anos imposta pela justiça.

Segundo o sargento Alemar que já conhecia o acusado, disse que o mesmo já tinha passagem pela policia por porte ilegal de arma de fogo e confusão com a família, Edmárcio bebia muito na época, relata o sargento.

PUBLICIDADE