21/01/2018 18:47

Camarote da CBF vira "palanque tucano" no Maracanã

CATEGORIA: esporte

SÉRGIO RANGEL
DO RIO
MARTÍN FERNANDEZ
ENVIADO ESPECIAL AO RIO

O camarote da CBF, um dos principais do estádio do Maracanã, virou uma espécie de "palanque tucano" no empate do Brasil com a Inglaterra, neste domingo.

O senador Aécio Neves (PSDB-MG), presidente do PSDB, e o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso assistiram ao jogo por lá. Eles estavam ao lado do presidente da CBF, José Maria Marin. FHC deu até entrevista para a TV da CBF durante a partida.

Marin tem dificuldade de se relacionar com a presidente Dilma Rousseff (PT). Desde que tomou posse, ele só encontrou a presidente em eventos oficiais da Copa do Mundo.

Neste domingo, o governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz, era um dos poucos petistas no camarote da CBF. No dia 26 passado, ele cedeu o estádio Mané Garrincha para um jogo entre Flamengo e Santos. A transferência do jogo teve como fiador o próprio Marin.

Apesar de ter um camarote próprio, o governador do Rio, Sérgio Cabral (PMDB), assitiu ao jogo no espaço da CBF. O governador do Mato Grosso, Silval Barbosa (PMDB), também estava no camarote. O único ministro do governo Dilma presente era Manuel Dias (PDT), do Trabalho.(FOLHA)

 

PUBLICIDADE