19/08/2017 13:48

Marconi e Rollemberg já se unem pelo Entorno do DF

CATEGORIA: politica

Governadores eleitos de Goiás e do Distrito Federal discutiram nesta terça-feira uma pauta antecipada de ações conjuntas a serem desenvolvidas na região do Entorno do DF; no encontro, Marconi Perillo apresentou a Rodrigo Rollemberg as ações que já estão sendo desenvolvidas pelo governo de Goiás nas áreas de transporte público, saúde e segurança; o tucano informou a Rollemberg da construção dos hospitais regionais de Águas Lindas e de Santo Antônio do Descoberto, no Entorno Sul, que segundo ele desafogarão a demanda por serviços de saúde em Brasília; o novo chefe do Executivo do DF disse que conhece Marconi há muito tempo e tem certeza que as parcerias vão prosperar



Goiás247 - Mesmo antes de tomarem posse oficialmente em seus mandatos, o governador de Goiás, Marconi Perillo, e o governador eleito do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg, discutiram nesta terça-feira, na sede do PSB em Brasília, pauta antecipada de ações conjuntas que os dois governos irão desenvolver no Entorno do Distrito Federal a partir de 1º de janeiro de 2015. Rollemberg foi receptivo e disse que a disposição de ambos os governos é de trabalhar para viver um bom tempo para a região.

No encontro, o governador Marconi Perillo apresentou a Rodrigo Rollemberg as ações que já estão sendo desenvolvidas pelo governo de Goiás nas áreas de transporte público, saúde e segurança. Marconi informou a Rollemberg da construção dos hospitais regionais de Águas Lindas e de Santo Antônio do Descoberto, no Entorno Sul, que segundo ele desafogarão a demanda por serviços de saúde em Brasília.

Os dois governadores acertaram que vão marcar, para a próxima semana, reunião conjunta com o presidente da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), com vista a acelerar o encaminhamento dos projetos de transporte e de mobilidade urbana específicos para o Entorno de Brasília. Eles também acertaram a formação de uma comissão de representes dos dois governos, cada uma com três integrantes, para discussão dos temas que dizem respeito à atuação dos dois entes federativos.

Além dos temas segurança, saúde e transporte urbano, Marconi e Rollemberg discutiram também a criação de núcleos de geração de emprego e renda na região, de forma a reduzir a demanda por emprego na Capital federal, com o consequente aumento da renda nos municípios que fazem parte da Região Integrada de Desenvolvimento do Entorno (Ride). Ambos ressaltaram que terão um relacionamento de alto nível com a presidente Dilma Rousseff e defenderão a ampliação de parcerias com o governo federal.

Os dois governadores se comprometeram a trabalhar conjuntamente para solucionar a demanda por transporte coletivo na região. Dentre os projetos está a reativação de uma linha férrea entre Brasília e Luziânia, que seria utilizada para transporte de passageiros.

Marconi voltou defender uma ideia que havia apresentado o início do atual mandato, no sentido que o governo federal crie um Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) específico para o Entorno do DF. Rollemberg gostou da proposta e disse que poderá ser tema das audiências que terão com a presidente Dilma Rousseff no decorrer de seus mandatos.

Além de elogiar a disposição de Marconi para um diálogo permanente, o futuro governador brasiliense afirmou que os dois governos terão o melhor relacionamento possível. “Eu tenho um grande apreço pelo governador Marconi. Nossa relação não é de hoje”, disse Rollemberg, ao enfatizar que os dois governos vão atuar “de forma articulada”, porque isso será “bom para Goiás e bom para o Distrito Federal”. “Vamos viver um bom tempo para região do Entorno do DF”, ponderou.

O governador Marconi Perillo disse ter saído “muito feliz” do encontro, porque sentiu da parte de Rodrigo Rollemberg disposição para atuar ao lado dele nos pleitos do Entorno de Brasília junto ao governo federal. “Nossa agenda não terá fim. Será aberta o tempo inteiro”, afirmou Marconi, ao enfatizar que já falou quatro vezes ao telefone com o governador eleito do GDF, do dia da eleição para cá. “Vamos ter um relacionamento de muito diálogo”, sintetizou.

PUBLICIDADE