19/10/2017 20:05

Em discurso na Costa Rica, Barbosa critica imprensa e foro privilegiado

CATEGORIA: judiciario

O presidente do Supremo Tribunal Federal  (STF), ministro   Joaquim Barbosa criticou a imprensa e o foro privilegiado de autoridades e apontou discriminação de negros na mídia durante discurso nesta sexta (3) em São José, na Costa Rica.

Barbosa foi o orador principal da Conferência Internacional em Comemoração ao Dia Mundial pela Liberdade de Imprensa, promovida pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco).

Participaram do evento entidades ligadas à liberdade de expressão e jornalistas de todo o mundo, que debateram a segurança no exercício do jornalismo.

No discurso em inglês, Barbosa ressaltou a importância de se garantir a liberdade de imprensa e  fez críticas aos principais jornais impressos do Brasil. Para Barbosa, não há diversidade ideológica e, no campo das idéias, há uma certa inclinação para a direita.

Sobre a mídia em geral, disse que a presença de pessoas negras é rara, seja em postos de trabalho na imprensa e na teledramaturgia, seja em cargos de chefia.

A Associação Nacional de Jornais e a Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão não se manifestaram sobre as declarações do ministro.

Barbosa afirmou ainda que, embora sólido, o sistema judiciário no Brasil ainda apresenta falhas ao desfavorecer pobres e negros.

Ele criticou no discurso o foro privilegiado, que garante a autoridades serem julgadas em instâncias superiores da Justiça. Para Barbosa, isso acaba favorecendo a impunidade.

 

PUBLICIDADE